Opinião

 

Deixe aqui a sua!

  Nome
  E-mail

Mensagem
 

 

PLR - TOCANTINS

13/06/2017

O Tocantins já assinou o acordo há dias e até o presente momento o Banco não pagou a PLR.
o que o Banco está esperando???? A repetição do indébito???
paga duas vezes pela mesma coisa, só para ter o prazer de humilhar os empregados do tocantins?

antes que digam que o é "Sindicato", não,não é o Sindicato, são todos os colegas de trabalho com o qual convivo que estão indignados com tal atitude.

Nota de agradecimento aos engenheiros do PA

13/06/2017

Quero aqui registrar o meu profundo agradecimento aos engenheiros do Pará, que com um greve desorganizada e sem sentido, conseguiu despertar o Banco para a importância de desenvolver novas ferramentas para as agências.

Já é possível terceirizar os serviços de engenharia, já temos alterações normativas tirando os engenheiros do processo, já estamos automatizando análises, avançamos no crédito comercial, previdência, capitalização, etc. Além disso, outros Estados estão analisando as propostas do PARÁ, mostrando que os engenheiros de lá são melhores que os que atuam no Pará.

Continuem parados por mais 90 dias. Será o tempo necessário para remodelarmos todos os processos e ativarmos as funcionalidades necessárias para dizer "Bye bye engenheiros"

Sherlock Holmes

13/06/2017

Parece que os engenheiros cavaram a própria cova, e estão prontos para pular dentro. Se os mesmos fossem eficientes e produtivos, poderiam conversar de outra forma com o Banco. Mas, a produtividade de 1,4 projeto em 2016 (exceto Pronaf), por engenheiro, é simplesmente uma vergonha. Ainda posam de salvadores da Pátria. É muita falta do que fazer.

A Verdade

12/06/2017

A verdade é que o Banco é um cabide de emprego em que os analistas e engenheiros mandam. Especialmente os da Matriz e Superintendências. Inventam moda, colocam limites de créditos absurdos, inventam documentos além dos descritos nos Check List. Se o Banco do Brasil operacionalizar o FNO acabou o BASA.

Sara

12/06/2017

'Farra dos dos engenheiros ' seria cômico se não fosse por um detalhe: na Transamazonica assim como na maioria das estradas da Amazônia não temos trafegabilidades e muito menos estabelecimentos que fornecem notas fiscais. A maioria dos engenheiros que conheço não querem colocar seus veiculos nas estradas e muito menos passar fome nesses confins do mundo.

CHÉOPS T BASTOS

12/06/2017

ao SINCERÃO, já realizo a mais de ano, a conmprovação de tudo que faço nas vistorias, só não consigo ainda, é filmar o estado das estradas e ramais (só de motocicleta),mas logo irei colocar câmera no capacete , que sou obrigado a percorrer para realizar vistorias e ficalizações, e nem o estado fisico (dores de cabeça por tempo excessivo no sol - viagens de 200 km é normal) e mental, que sou sujeito, acho muito antiético colegas de trabalho, com você ficarem tirando "onda" com esse trabalho, é muito fácil ficar só na mesa, e depois pegar o carrinho e ir no asfalto para casa. Para ser eng. tem que ser um herói.

Bancário Indignado!

12/06/2017

SOBRE A PLR 2016.
NO SITIO DA AEBA TEM UM INFORMATIVO SOBRE A PLR 16. SEI QUE O VALOR QUE RECEBEMOS FOI IRRISSÓRIO E QUE NÃO ERA O QUE TERIAMOS DIREITO. QUANTO AOS ESTADOS DO AMAZONAS E MARANHÃO QUE OS BANCÁRIOS NÃO RECEBERAM NADA, A CULPA É DE QUEM NÃO ASSINOU O ACORDO; NO CASO A CONTEC....

MAS ASSIM...

12/06/2017

FICO INDIGNADO O MPF MANDAR O CASO DO FECHAMENTO DAS AGÊNCIAS PARA O MPE,PORQUE O BANCO DA AMAZÔNIA É UM BANCO PÚBLICO FEDERAL E NÃO ESTADUAL, NESSA LINHA DE PENSAMENTO, A DIRETORIA DA AEBA DEVERIA RECORRER DESSA DECISÃO,QUANTO A REESTRUTURAÇÃO DA MATRIZ, NÃO ESQUECEM QUE AS AGÊNCIAS E SUPERINTENDêNCIAS ESTÃO NESSE JOGO, OS SUPERVISORES DAS AGÊNCIAS VÃO VIRAR ASSISTENTES DE NEGÓCIO, ASSISTENTE DE ANÁLISE, ASSISTENTE ADMINISTRATIVO E ASSISTENTE DE ACOMPANHAMENTO, ALÉM DO ASSISTENTE COMERCIAL QUE JÁ TEM.
NÃO DEVEMOS DEIXAR QUE ESSA DIRETORIA AUTORITÁRIA FAÇA O QUE ELA QUISER CONOSCO.

SILVIA MARY

11/06/2017

Colegas
Desde meus tempos de professora acredito que o agente público tem que cumprir dupla jornada ética: servidor público e cidadão.
Ao exigirmos bons salários devemos antes apresentar um trabalho eficiente e probo á sociedade.
Assim, convido os colegas a se juntar a mim para exigirmos a devida eficiência do TCE começando por convocar todos os concursados.
A exemplo do que vimos no TSE, servidores nomeados só tem compromisso com o político que lhe presentiou com salários e privilégios de rei ( mesmo que seu patrão seja o povo).
Bem como, devemos exigir do presidente do nosso BASA que apumre a conduta de nossos colegas ligados a políticos e que se tornaram políticos. Principalmente porque parece que ele vai se tornar político ligado á família Barbalho, envolvida em muita coisa errada e conhecida de todos nós.
É preciso muita coragem.
Aguardo contatos no meu face: https://m.facebook.com/a/sharer.php?shouldRedirectToPermalink=1&usedialogwithselector=1&isthrowbackpost

Feliz Semana